sábado, 28 de junho de 2008

Então, hoje estou postando uma música do novo CD do Teatro Mágico: 2° Ato.
Muito bom por sinal, já escutei o cd muitas vezes e dentre as músicas de maior critica estão: os inseto interiores e xanéu n° 5.
Eu sei que a letra é um pouco grande, na verdade não é uma música, é uma declamação do Fernando Anitelli, mas vale a pena ler e vale mais a pena ainda escutar.
Beijos.


Os Insetos Interiores

Notas de um observador:
Existem milhões de insetos almáticos.
Alguns rastejam, outros poucos correm.
A maioria prefere não se mexer.
Grandes e pequenos.
Redondos e triangulares,
de qualquer forma são todos quadrados.
Ovários, oriundos de variadas raízes radicais.
Ramificações da célula rainha.
Desprovidos de asas,
não voam nem nadam.
Possuem vida, mas não sabem.
Duvidam do corpo,
queimam seus filmes e suas floras.
Para eles, tudo é capaz de ser impossível.
Alimentam-se de nós, nossa paz e ciência.
Regurgitam assuntos e sintomas.
Avoam e bebericam sobre as fezes.
Descansam sobre a carniça,
repousam-se no lodo,
lactobacilos vomitados sonhando espermatozóides que não são.
Assim são os insetos interiores.
A futilidade encarrega se de “mais tralos’.
São inóspitos, nocivos, poluentes.
Abusam da própria miséria intelectual,
das mazelas vizinhas, do câncer e da raiva alheia.
O veneno se refugia no espelho do armário.
Antes do sono, o beijo de boa noite.
Antes da insônia, a benção.
Arriscam a partilha do tecido que nunca se dissipa.
A família.
São soníferos, chagas sem curas.
Não reproduzem, são inférteis, infiéis, “infértebrados”.
Arrancam as cabeças de suas fêmeas,
Cortam os troncos,
Urinam nos rios e nas somas dos desagravos, greves e desapegos.
Esquecem-se de si.
Pontuam-se
A cria que se crie, a dona que se dane.
Os insetos interiores proliferam-se assim:
Na morte e na merda.
Seus sintomas?
Um calor gélido e ansiado na boca do estômago.
Uma sensação de: o que é mesmo que se passa?
Um certo estado de humilhação conformada o que parece bem vindo e quisto.
É mais fácil aturar a tristeza generalizada
Que romper com as correntes de preguiça e mal dizer.
Silenciam-se no holocausto da subserviência
O organismo não se anima mais.
E assim, animais ou menos assim,
Descompromissados com o próprio rumo.
Desprovidos de caráter e coragem,
Desatentos ao próprio tesouro...caem.
Desacordam todos os dias, não mensuram suas perdas e imposturas.
Não almejam, não alma, já não mais amor.
Assim são os insetos interiores.

quinta-feira, 19 de junho de 2008


Meme que eu recebi de O pequeno diabo

Oito coisas que gostaria de fazer antes de morrer...

1. Bom acho que primeiro, nem por ser mais importante, mas pelo momento em que eu estou acho que seria passar no vestibular, (ahuauhaaua). Isso soa meio desesperador né, mas sei lá, é assim mesmo.

2. Com certeza uma coisa que eu quero fazer antes de morrer é conhecer no mínimo metade do globo!! Isso é sonho desde pequena, sempre que eu ia brincar com a minha barbie dificilmente ela ficava dentro da casinha que eu levava hooooras montando em qualquer lugar da casa. Ela sempre saía de férias para alguma ilha magnífica ( leia-se o tanque de lavar roupa), ou para uma floresta escura e perigosa ( leia-se o mini-jardim da minha casa).

3. Ahhh que menina nunca quis viver um amor estilo os romances teens americanos. uaauhahaha, não isso não é ridículo. Só que menos meloso, mas um mais ou menos como se fosse a primeira vez ou a tudo que uma garota quer ou dez coisas que eu odeio em você. Eu gostaria.

4. Morar sozinha com as amigas, perto de um bar, um mercado, um hospital e uma igreja.
(;

5. Conhecer uma pessoa e ter pelo menos um melhor amigo em cada lugarzinho da face da terra.

6. Beber loucamente por um motivo muito feliz, dançar, rir, chorar, chorar de rir, e acordar numa baita ressaca na casa de um desconhecido e, como em filme, se apaixonar por ele. (viagem :D)

7. Ler todooos os livros e ver todoooos os filmes do mundo.

8. E finalmente, retribuir tudo que meus pais e meus amigos já fizeram por mim até hoje. ( Será que é possível?).


Eu repasso o meme para:


Bom só pra justificar a imagem acima. É assim mesmo: ansiedade! Um dos muitos males dos homens e estou sofrendo dele, cronicamente.

sexta-feira, 13 de junho de 2008


Chegou!




Espero que seja dessa vez.
Amém.