quarta-feira, 6 de fevereiro de 2008


Eu sempre tento ajudar as pessoas... mesmo sabendo que não vou conseguir... sou péssima para confortar pessoas. Últimamente me sinto mais incapacitada ainda devido a tudo que tenho passado, sem lamúrias, sem tormentos (aqui), mas é como se eu soubesse o que falar mas não soubesse como...

Aliás já repararam que recurso interessante a reticência, ela deixa uma sensação de continuidade, de que quem ler pode escolher o final da frase, do texto, do pensamento... adoro usa-las, dão também idéia de expressividade, de que se tem muito o que falar, mas que o importante já foi dito. Um ponto final não, é duro, seco, curto & grosso. Ponto final. Acabou.



Bom...



Beijosmeliga.