domingo, 13 de setembro de 2009

"...pedi uma definição ou me quer e vem, ou não me quer e não vem. Mas que me diga logo pra que eu possa desocupar o coração. Avisei que não dou mais nenhum sinal de vida. E não darei. Não é mais possível. Não vou me alimentar de ilusões. Prefiro reconhecer com o máximo de tranqüilidade possível que estou só do que ficar a mercê de visitas adiadas, encontros transferidos. No plano real: que história é essa? No que depende de mim, estou disposto e aberto. Perguntei a ele como se sentia. Que me dissesse. Que eu tomaria o silêncio como um não e ficaria também em silêncio. Acho que fiz bem."

Caio Fernando Abreu.

Acho que isso diz tudo.

quarta-feira, 2 de setembro de 2009



Tipos de desejos.
Esses dias encontrei dificuldades em definir uma prioridade diante de uma oportunidade de ter um desejo realizado. A oportunidade? Uma estrela cadente, enorme, solitária, que eu jurei por um minuto quase cair, ali, nas minhas mãos, mas ela não continuou caindo, desapareceu do mesmo modo como apareceu, deslumbrante.
Mas de repente me vi pensando: - Anda, faz um pedido! Mas ai surgiu a dúvida, o que eu peço? O que se deve pedir para uma estrela cadente? Sim, por que existem espécies de "pedidos direcionados", aquele tênis novo super caro, uma roupa, uma bicicleta, essas coisas deixamos para os "pais". Já um carro, uma casa, uma viagem dos sonhos [ pelo menos no meu mundo ], pedimos a loteria. Sim! A loteria, ah se eu ganhasse na loteria saia por este mundo conhecendo cada cidadão, cada canto, cada sabor, cada cor, cada sentimento dos mais variados que se podem ter quando se viaja, viajar é bom, lava a alma, enche de esperança o coração. Isso é um desejo.
Um amor, paz, saúde, sucesso, pedimos aos deuses e com um pouco mais de empenho a nós mesmos, por que parte deles serem realizados/ alcançados está nas nossas mãos.
Mas então, e quanto uma estrela cadente, o que pedir? Qual o poder de uma estrela? Se pela beleza, me concederia todos os desejos. Era maravilhosa, o rastro de, sei lá, pó cósmico deixado era de um brilho intenso e hipnotizador. E me invadiu os olhos chegando a alma, aquela sensação de poder, de ter qualquer coisa que eu quisesse, era só pedir e esperar acontecer e quando acontecesse eu me lembraria: - Foi aquela estrela!
Então eu pedi, com toda minha fé, ainda na dúvida, pedi. Now, just wait.